te conheci noite de lua

desde dois ciclos

de tempo 28 não aprendi

margem de sonho

dobrar a curva

enviar-te à volta

do antes saber-me em ti

Anúncios

canto ferrugem

orca naufrágio

capital atitude

humano bárbaro

 

braço remo

água nome

órfão nado

língua insone

era água no fundo baixo dos olhos. tão como os meus quando o espelho devolve o que desatina as noites insones. e um encanto fantasma na tez da beleza serena. qual era a fuga que não podia de si mesma? pressentimento. o possível de amar. não sendo verdade ainda seria escolha. diferenças se monstras esculpir em soma vezes duas sensibilidades imensas. me contaram de ti histórias narradas por coincidências. o fim não foi maior do que te encontrar como consequência. aprendi quanto, nem sabes o tanto. talvez até te assustes. deixo que fujas. só querias a-alguém para esquecê-la. encontraste-me o mais e o nada. incerto e incerta. efemeridades. tu e eu. acontecidxs. no jardim plantei a lua vermelha. em noite de cheia o eclipse da flor.

No lonely boy

(versão alternativa Jardim perdido de achados inominados – veja o vídeo no Facebook em @jardimfelis – para “lonely boy”, de the black keys)

Acordes: E G A
Well I’m not just like you
And it’s plain to see
But I came to love you Dao the way
Don’t you spare my heart out
And I’ll bat to see
Like any old time love wins for waiting
Waiting, waiting

Oh, oh-oh I got a love and hope keeps waiting
Oh, oh-oh I got a love and hope keeps waiting
I’m not lonely boy
I’m not lonely boy
Oh, oh-oh I got a love and hope keeps waiting

Well your mama made you and your daddy too
And I’m sure to light I came the same
And I came on love you, and I’m born to be free
Like any old time love wins for waiting
Waiting, waiting