gata me dizia

rumor de ureia

a subir a escada

a felina depelada

vem na pressa

de tornozelos

gosto de se

estou acordada

espreguiçar e esperá-la

à porta a coluna

balouçada e suspensa

por invisíveis

cordas de astros

pouso tal lua

cujo centro redunda

no jeito de efeito

formoso em órbita

ao redor das patas

minhas o rabo

a fresta convida

a rua por onde

entra a falta

de alguma coisa

o que seria?

folgo saudosa

daquela chegada

em calcanhares e solas

para massagem do

dorso sonolento

canso das caminhadas

feitas a cheiro do

pó de vento que

guarda aos pelos

viagem da estrada

parti? voltei

prrr… máu, estou em casa!

festa em mim

me comemoro

ao trovão de alturas

tambor agudo essa

comunicação minha

engraçada tua

teu som redondo

curto sem ronronado

dança motivo na orelha

agito a hora

pois por favor

a água demora

areia limpa e comida

assenta tuas práticas

do alto aquecidas

quero sonhar à medida

da massagem enquanto

mias e respiro farta

te dito e me repetes

prrr… máu, estou em casa!

Anúncios

Um comentário sobre “gata me dizia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s